This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.



Contato:
Tel: (21) 3586-7589
E-mail: linproducoes@uol.com.br
Facebook: LinProducoes
Twitter: #LinProducoes

ALTERAÇÃO NOME CORPORATIVO



Após nove anos à frente da Lin Produções | Jornalismo & Comunicação, identificamos a necessidade de ampliar nossas frentes de trabalho, equipe, parceiros e portfólio de serviços. 

Para acompanhar este novo ciclo, decidimos alterar nosso nome corporativo para Legado Consultoria & Comunicação, pois consideramos que desta forma teremos mais propriedade para proporcionar novas experiências aos negócios de nossos clientes.

Ressaltamos que a Lin Produções não foi extinta. A partir de agora será o Portal de Jornalismo e Entretenimento da Legado, interface em que serão publicados nosso portfólio de produção de textos, projetos editoriais e clipping de assessoria de imprensa, enquanto os artigos escritos pelos diretores da Legado serão postados em ambas as plataformas.

Vale destacar ainda que o nosso telefone para contato continua o mesmo: (21) 3586-7589. No entanto, houve alteração nos e-mails:

contato@legadoconsultoria.com.br ou paulinemachado@legadoconsultoria.com.br

Contamos com a compreensão dos parceiros, amigos e clientes, e agradecemos a contínua confiança em contar conosco para agregar valor aos seus empreendimentos.

Que sigamos juntos nesta nova fase certos de que o legado permaneça positivo para ambas as partes.

Havendo qualquer problema sobre este assunto, por favor, nos contate.

Um abraço, 

Pauline Machado | Direção Geral

Especial Verão | Moda Executiva


Como se vestir para trabalhar no calor sem fazer mal à saúde, ficar vulgar e sem perder a compostura?
Por Pauline Machado

Embora para muitas pessoas o verão seja mês de férias, para outras é tempo de trabalho árduo. E local de trabalho exige seriedade e compostura no comportamento e vestuário. Por outro lado, o calor do verão nos impõem roupas leves, decotadas e frescas. Mas, como resolver essa equação? Como se vestir para trabalhar no calor sem fazer mal à saúde, ficar vulgar e sem perder a compostura?

Em primeiro lugar é importante compreender que o vestuário é mais do que simples peças para cobrir o corpo. Ele pode representar nosso estilo de vida e desvendar traços da nossa personalidade. De acordo com Kátia Regina Bezerra, responsável pela área comercial da Agência Mercadata G & R, quando se trata do ambiente de trabalho, o cuidado precisa ser mais que dobrado. “O cuidado precisa ser redobrado porque interfere diretamente na imagem que você deixa para as pessoas, ou seja, como será lembrado. Por isso, é importante usar roupas condizentes com seu ambiente de trabalho e, principalmente, respeitando a cultura da organização. O colaborador que deseja acertar em seu ambiente de trabalho e quer evitar gafes precisa conhecer as normas da empresa do que pode ou não deve ser usado pelos colaboradores com o objetivo de um ambiente de trabalho mais sadio”, orienta.

Neste aspecto, principalmente para as mulheres, nos meses mais quentes é recomendável não usar roupas justas, curtas, com decotes generosos e nem que deixem marquinhas de sol à mostra. Investir em saias, vestidos, camisas e camisetes e não abusar nos acessórios são dicas que podem ajudar na construção positiva da sua imagem no trabalho, assegura Kátia Regina. “Quem já não ouviu falar que ‘Sua imagem é seu cartão de visita’? Devemos atrair atenção para nossas competências e evitar chamar atenção pelos atributos carregados de sensualidade. O mercado está cada vez mais competitivo e exige que o profissional tenha atenção a sua imagem e seu comportamento para que sua postura seja adequada com a cultura da empresa e seja valorizada em um momento de promoção profissional”, reforça.

Outro aspecto importante é quanto à maquiagem e cores de esmaltes usados para ir trabalhar. “Não cabe usar a mesma maquiagem da festa para o trabalho. As unhas também merecem uma atenção na limpeza e na cor dos esmaltes”, acrescenta.

Para os homens as alternativas são trocar as blusas de tecido com mangas compridas pelas de manga curta, camisas do tipo polo, calças de tecido e até os sapatos. “Importante é nunca descuidar da limpeza das roupas, barbas e unhas. Importante lembrar também que as cores discretas têm boa aceitação no ambiente profissional”, indica.


Dicas para homens e mulheres irem ao trabalho elegantes e sem suar.
- Roupas limpas, discretas e harmônica estética de cores;
- Não utilizar sandálias rasteirinhas e chinelos;
- Calçados limpos;
- Cabelos masculinos arrumados, cortados e penteados;
- As barbas masculinas também precisam ser tratadas e aparadas
- Mulheres com cabelos com tintura devem buscar atenção no desbotamento da cor e na hidratação;
- Para pessoas com sudorese excessiva uma muda de roupa extra para trocar ao chegar no ambiente de trabalho pode fazer diferença;
- Jóias e bijuterias no trabalho é conveniente usar o mínimo em tamanho e quantidade.


Especial Verão | Moda Praia


Estilos de biquínis que vão aquecer a moda praia neste verão
Dicas para ficar linda na praia, piscina ou até para passear na orla no fim de tarde

Por Pauline Machado

Não basta estar com o corpo em forma. No verão, todo mundo quer estar bonito, até mesmo na praia, se bronzeando com um modelito moderno e atual. Afinal, o que está na moda quando o assunto é moda praia?

De acordo com Vagner Pires, idealizador do shopping on-line de Moda Praia, Mega Store O Biquini, para o público feminino o forte são os modelos mais comportados e com estampas metálicas, enquanto para a rapaziada, os sungões tipo Box. “Apesar de no Rio o preto e branco está super em alta para o verão, algumas tendências não saem de moda, como o animal print, estampa de flores e estampas gráficas. Todas essas continuam ‘bombando’ nos modelos femininos. Para os meninos, sungas e sungão tipo Box com estampas, muitas estampas. Além disso, outra  tendências deste verão 2014 também são as estampas metálicas, que já vinham mostrando simpatia no ano anterior e em 2014 vieram para ficar”, aponta o ­­­­empresário da moda.

Mas, se os comportados estão em alta, como ficam os conhecidos como “fio dental”, saíram de moda ou para as cariocas ele estará sempre em alta? “Modelo fio dental perdeu um pouco seu público, isso se reflete como uma tendência mundial, mas não em se tratando de cariocas, que não abrem mão da sedução e da sensualidade aflorada. O fio dental sempre é uma boa pedida, mas, os modelos cavados estão tomando mais espaço que os modelos fio dental”, garante.



Tipos de modelos
Mas, as estampas não são as únicas a serem escolhidas. Na hora da compra deve-se levar em conta os modelos mais indicados para as magrinhas e aqueles que ficarão melhor nas que estão um pouco acima do peso, orienta Pires. “Para as magras, a recomendação é que optem por modelos que tenham formas retas e cintura pouco evidente. As magrinhas precisam de biquínis que criem a ilusão de curvas na silhueta, logo, a indicação é abusar dos modelos como babados, estampas e lacinhos, pois estes ajudam nessa tarefa. Além disso, também estão liberados peças com estampas, cores vivas e volume, assim como modelos cortininha, tomara que caia e maiôs ‘engana-mamãe’. Fuja dos tecidos com cores metálicas, que neste caso não ajudam muito”, dá a dica.

Para mulheres que estão um pouco acima do peso e possuem barriga saliente e seios fartos, ele recomenda o uso de maiô. “Existem modelos lindos que disfarçam a gordurinha e ainda dão um toque de beleza e sensualidade”, incentiva. Mas, se você é daquelas que não abre mão de um biquíni, a sugestão é: “calcinhas de cintura alta, como um modelo sunquíni. Também são indicadas quando combinadas com soutiens de laterais e alças mais largas, como um modelo frente única. Porém, cuidado com estampas muito marcantes. Peças lisas, escuras ou com desenhos discretos caem melhor. Procure sempre valorizar o que tem de melhor no seu corpo”, enfatiza.

Tonalidades da pele
Se você quer “causar” no verão, deve prestar atenção também nas cores de biquínis mais indicadas de acordo com o tom da sua pele. Para as de peles mais claras, por exemplo, Vagner Pires indica os tons fechados. “Abuse do azul petróleo, cinza, chumbo, marrom, azul marinho, ou tonalidades vibrantes como o vermelho, vinho e laranja. Caso opte por estampas, cuidado para não ficar apagada. Evite estampa claras, em tons pastel. Dê preferência às estamparias de fundo escuro, elas iluminam sua pele”, indica.

Para as morenas o recado é: “Não tenha medo de se jogar nas cores em tons de violeta, laranja, azul e, principalmente, em tons claros, pastéis e rosados. Você ficará um arraso em todas essas tonalidades. Em se tratando de estampas, a única dica para você é correr da família dos beges e areia”, recomenda.

Já para as negras, o indicado é evitar as cores escuras, principalmente o marrom, preto e azul escuro. “De resto, use e abuse de estampas em tons claros, inclusive azul, violeta, em amarelo e laranja, assegura.

Acessórios – o toque final





Apesar de todas as dicas, um belo biquíni ainda não é o suficiente, afinal, as mulheres gostam de enfeites e é então que entram os acessórios para dar um up ao visual.  De acordo com Vagner Pires, uma bolsa moderna, um brinco colorido, colares alegres e chapéus dão vida ao modelito praia. “Todas as mulheres devem abusar dos acessórios moda praia. Bijous leves e feitas com produtos naturais e artesanais são as mais indicadas. Os chapéus nunca saem de moda, existem modelos lindos, como os feitos de palha de papel. Bolsas de fibra de palha natural misturando tecidos de algodão também são ótimos para passeios na orla, clube, piscina, praia, eventos ao ar livre, sempre de dia”, dá a dica.

Especial Verão - Cuidados com a Pele



Você sabe qual é o Protetor Solar ideal para cada tipo e textura de pele?

Por Pauline Machado

É verão, praias cheias, sol o dia todo e ainda há muita gente sem proteger a pele dos danos causados pelo excesso de exposição ao sol. Embora seja um assunto em alta, muitos ainda se descuidam e não fazem uso do protetor solar, outros não sabem qual melhor a usar e nem quando usar. Então, vamos esclarecer todas essas dúvidas, a começar explicando os malefícios e benefícios do sol para a pele.

De acordo com a dermatologista, Karla Asses, Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, quando a pessoa fica muito tempo exposta ao sol, este se torna nocivo, pois pode produzir um eritema, provocando, inclusive, queimaduras e a formação de bolhas. Futuramente isso pode ocasionar um envelhecimento cutâneo precoce, podendo também levar ao surgimento de câncer de pele, enfatiza a médica. “Quando a pele se expõe à radiação solar, os melanócitos produzem um pigmento chamado melanina, que é responsável pela pigmentação da pele. Isso ocorre horas após a exposição à radiação ultravioleta. A melanina é produzida e liberada pelos melanócitos e protege o corpo de absorver radiação solar em excesso, o que pode ser prejudicial”, explica.

Protetor Solar ideal para cada cor de pele
Alguns dizem que protetores solares com fator de proteção acima dos 30 passam a ser iguais, proporcionando o mesmo efeito. Mas, segundo Karla Asses, trata-se de um mito. “É importante fazer uso de um bom protetor solar, que tenha proteção tanto UVB quanto UVA e que tenha um fator de proteção de no mínimo 30”, justifica.

Para as pessoas com peles muito claras, o recomendando é o uso de fator de proteção 30 como mínimo, orienta. “Os fototipos I e II se caracterizam pela pele muito clara, que só fica vermelha e não bronzeia. Por isso não dá para diminuir o FPS. O mínimo recomendado é sempre a partir de FPS 30”, afirma.

Já as morenas devem começar usando um FPS mais alto e ir baixando gradativamente a proteção. “Os fototipos III E IV se caracterizam pela pele mais morena. Pode-se começar com um fator mais alto, FPS 60 ou 50 e diminuir depois para FPS 30. As de peles negras, cujos fototipos V e VI, peles escuras sem risco de queimadura, também devem se proteger contra câncer de pele, portanto, o recomendando é manter o FPS 30”, orienta a dermatologista.

Pele seca, mista, oleosa e normal
Cada tipo de pele tem sua textura particular que também requer cuidados diferentes quando o assunto é exposição ao sol, enfatiza a especialista. “Uma pele considerada normal tem um nível de oleosidade controlada - sem excesso de oleosidade e sem ressecamento. O filtro para esse tipo de pele pode ser um sérum, spray ou loção. O nível de proteção vai depender principalmente do fototipo e não da textura da pele. Já a pele ressecada não apresenta oleosidade e por isso devemos optar por produtos mais oleosos como loções cremosas ou cremes, enquanto a pele oleosa, como o próprio nome diz, possui uma oleosidade maior, excessiva, que deve ser controlada. Por isso recomendamos o uso de protetores que diminuam e controlem essa oleosidade. Pode ser um protetor alcoólico, um gel oil free ou, ainda, um sérum toque seco. Há protetores solares atualmente que, inclusive, atuam diminuindo a oleosidade cutânea”, destaca.

Reposição do produto
Além da atenção na compra do produto correto de acordo com as características da sua pele, deve-se ficar atento também ao período recomendando para repor o produto, salienta. “Deve-se aplicá-lo com pelo menos 30 minutos antes da exposição solar, de preferência antes de colocar os trajes de banho e repetir a aplicação a cada duas horas ou após transpiração intensa ou após sair da água. Deve ser aplicado duas gramas por cm2 da pele”, orienta a dermatologista.

BOX: Informações complementares
Bloqueador
O bloqueador é composto de dióxido de titânio e óxido de zinco. Esses elementos químicos são muito eficientes na proteção e refletem a radiação solar. Por isso, quando o usamos não ficamos bronzeados. Sua apresentação é opaca e “pastosa”. A pele não absorve o produto deixando uma camada esbranquiçada sobre ela. Geralmente, os bloqueadores são usados por pessoas muito claras e de pele sensível, com orientação médica. Também, são usados em regiões localizadas, após cirurgias, ou tratamento para manchas e hematomas na pele.

Protetor
O sol é um fator muito importante para a saúde do organismo. O raio UVB também tem seu efeito benéfico, pois estimula a produção do pigmento conhecido como melanina e vitamina D, promovendo a absorção de cálcio e fortalecimento dos ossos. Os protetores solares absorvem a radiação UVA ou UVB e a transformam em “luz visível”, inofensiva para a pele, e permitindo que a radiação UVA, faça a combinação da melanina com o oxigênio e produza o efeito bronzeado da pele. Aliás, a ação dos raios solares no funcionamento da melanina só ocorre após 48 horas da primeira exposição ao sol.

Creme
Peles envelhecidas ou secas pedem protetor em creme, por seu grande poder de hidratação, já que as fórmulas costumam ter uma textura mais forte e muitas ainda são enriquecidas com vitaminas. Já as pessoas de pele oleosa, devem evitar esse tipo de formulação, especialmente no rosto. O mesmo serve para pessoas com pele acnéica. Os cremes do tipo formulação infantil são ideais porque, na superfície, protegem dos danos e raios solares, enquanto os ativos internos tratam e recuperam a pele.
Spray
Os protetores em spray costumam ser os preferidos dos homens, que não gostam de perder tempo passando o filtro solar em creme. A vantagem é que eles espalham bem na pele e não deixam aquele aspecto engordurado, sendo ideal para pessoas de pele oleosa e também para a pele do rosto. Além disso, os filtros em spray possuem um bom filme protetor, ideal para a proteção da pele. Contudo, essa camada não dura muito e requer maior reaplicação. A cada duas horas ou sempre que houver contato com a água.

Gel
O gel não tem uma ampla faixa de proteção contra os raios devido à própria característica da textura, por isso, é mais indicado para pessoas com pele morena, que possuem maior proteção natural. Além disso, os produtos em gel tendem a ser menos gordurosos do que as formulações em creme, sendo ideal também para pessoas de pele oleosa ou mista - esta última, cuja oleosidade se mantém apenas na zona T (testa e nariz). O tempo de fixação na pele, por sua vez, dependerá do uso correto e do tipo de exposição, pois ao banhar-se na água, seja da praia ou piscina, exigirá reaplicação do produto.









Fonte: Anna Ziccarelli | Especialista em Medicina Regenerativa e Estética clinica e cirúrgica – Clínica Onodera Barra da Tijuca.